Prefeitura de Soledade realiza quarta edição do projeto Saúde na Feira

Mais uma edição do projeto Saúde na Feira aconteceu nesta segunda-feira (26), em Soledade. Como sempre, no dia, uma equipe de enfermeiros e técnicos da Atenção Básica e Agentes da Unidade Básica de Saúde (UBS) fizeram aferição de pressão arterial, testes de glicemia capilar, aplicação de vacinas, distribuíram preservativos e kits de saúde bucal. O Saúde na Feira acontece sempre na última segunda-feira do mês, das 8h às 12h, na feira central da cidade. Essa foi a quarta edição do projeto que leva ações de prevenção até a população e, por isso, também, a cada edição ganha um público cada vez maior.

            O objetivo da ação, segundo a secretária de Saúde de Soledade, Larissa Moura Ramos, é atender principalmente aos agricultores que vem da zona rural na segunda-feira para vender seus produtos e fazer sua feira. “Fazemos sempre na última segunda do mês, para atender a esse público que está na zona rural e que muitas vezes não tem tempo para se consultar. A ideia tem dado muito certo. Observamos isso até no público, que tem aumentado a cada dia”, comentou a secretária, salientando que essa é uma ação preventiva, mas que tem descoberto doenças pré-instaladas e feito os encaminhamentos necessários para que os casos não se agravem.

            Na manhã desta segunda-feira as equipes da Atenção Básica e os Agentes de Saúde da UBS realizaram 116 atendimentos de Glicemia Capilar, foram distribuídos 151 kits de saúde bucal, 121 preservativos, feitos 108 atendimentos de aferição arterial e aplicadas de sete vacinas de hepatite e de tétano.

            A coordenadora da Atenção Básica, Roberta Pedrina Fragoso, afirmou que a ação tem recebido uma resposta muito positiva da população. “Cada vez que realizamos vemos um público maior. Isso está acontecendo devido à divulgação e também ao próprio trabalho, de como ele que vem sendo realizado e como ele tem ajudado na descoberta de vários casos de hipertensão, por exemplo”, explicou Roberta.

            Ela destacou ainda que durante o evento há um carro à disposição para o caso de descobertas de estados graves. “Tivemos casos em que a pessoa estava com a pressão bastante alta e foi diretamente para o hospital. Nós também fazemos um acompanhando posterior para saber se a pessoa está em tratamento e está seguindo corretamente as orientações do médico”, disse Roberta. A próxima edição do projeto acontecerá na última segunda-feira de setembro.

COMPARTILHAR