Grupo de crianças do Serviço de Convivência de Soledade participam de oficina e fazem cartões e medalhas para homenagear seus avós

            Para celebrar o Dia dos Avós, comemorado no dia 26 de julho, a Secretaria do Trabalho e de Assistência Social de Soledade (SETAS), através de seu Serviço de Convivência, vem realizando um trabalho de valorização do idoso junto às crianças que frequentam a entidade no município. Durante toda essa semana, cerca de 15 crianças, alguns netos e netas de idosos assíduos no Serviço de Convivência, estão confeccionando cartões, medalhas, bem como também estão sendo orientados por pedagogas no sentido de valorizar mais seus avós, tratá-los com respeito, carinho e muito amor. Na próxima quinta-feira (25), o Serviço de Convivência oferecerá um “Chá da tarde” para todos os cerca de 50 idosos que participam de oficinas em sua sede.

            A secretária do Trabalho e de Assistência Social, Janaína Barros, afirma que esse tipo de ação faz parte do que se chama de inclusão social. “O trabalho realizado pelo Serviço de Convivência tem o objetivo justamente de incluir socialmente as pessoas através do trabalho, do talento de cada um, da troca de informação, de oficinas e os avós são parte bem importante de tudo isso e fazem parte do nosso cotidiano. Fico muito feliz em fazer essa homenagem através também das crianças. Estamos trabalhando valores como respeito e dignidade com os pequenos e valorizando os idosos através do Dia dos Avós”, frisou Janaína.

            De acordo com a pedagoga Germana Alves, do Serviço de Convivência de Soledade, é importante realizar esse tipo de atividade para que as crianças possam compreender o que significa valores como o respeito e aprendam a incluir mais os idosos. “Estamos trabalhando com a temática do dia dos avos enfatizando o respeito, amor entre crianças e seus avós. Precisamos trabalhar valores incansavelmente com eles, direcionando esses valores para uma fonte geradora de paz, segurança, dignidade e evolução social”, frisou a pedagoga.

            Ela explicou ainda a confecção de cartões foi uma estratégia de oficina pedagógica porque muitas crianças, em sua maioria na faixa dos seis anos de idade, ainda não sabem escrever direito e, através do desenho, elas podem expressar sentimentos pelos seus avós. “Assim, conseguimos trabalhar a linguagem verbal e não verbal”, comentou Germana, acrescentando que as crianças também fizeram medalhas e já levaram para casa seus trabalhos para presentear seus avós. “Muitos avós ficaram surpresos com a homenagem, já que não se tem muita tradição a comemoração aqui”, disse Germana.

            Para encerrar as atividades, o Serviço de Convivência realizará uma homenagem aos vovôs e vovós no dia 25 de julho, em sua sede. Será um Chá da tarde, a partir das 15h e é esperado um público de 50 idosos que participam de oficinas atualmente no Serviço de Convivência. O evento será no dia 25 porque dia 26 será feriado alusivo às homenagens a padroeira da cidade. Vale lembrar que o 26 de julho foi escolhido como dia  dos avós em razão da comemoração do dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

COMPARTILHAR