Autor: Assessoria

Beneficiários do Programa de Aquisição de Alimentos de Soledade receberam peixes nesta sexta-feira

    A Secretaria do Trabalho e Assistência Social – SETAS e equipes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo – SCFV, CREAS e CRAS, tem contribuído diretamente para a melhoria da qualidade de vida das famílias das Associações Rurais e moradores da zona urbana da cidade em situação de insegurança alimentar. E uma […]

23/08/2019 17h21 Atualizado há 3 anos atrás

 

 

A Secretaria do Trabalho e Assistência Social – SETAS e equipes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo – SCFV, CREAS e CRAS, tem contribuído diretamente para a melhoria da qualidade de vida das famílias das Associações Rurais e moradores da zona urbana da cidade em situação de insegurança alimentar. E uma das ações neste sentido é a distribuição de peixes, que acontece quinzenalmente, através de uma parceria do CRAS com a colônia de pescadores e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Na manhã desta sexta-feira (23) houve nova distribuição.

A iniciativa atende a cerca de 500 famílias do município cadastradas em programas sociais, tais como, o Bolsa Família e que vivem em situação de vulnerabilidade social, insegurança alimentar e nutricional. A distribuição do pescado nesta sexta, aconteceu na sede no SCFV. Segundo a coordenadora do CRAS, Josefa Martins, cada família recebeu dois quilos de peixe.

“Os moradores da zona rural recebem a doação de peixe através das associações rurais e os moradores da zona urbana na própria sede do SCFV”, explicou Josefa Martins, acrescentando que há três meses, de 15 em 15 dias, o CRAS recebe 1.500 kgs de peixe através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) da Conab e realiza a distribuição para essa população.

A secretária de Assistência Social – SETAS, Janaína Barros, afirmou que este programa firmado tem proporcionado a diversas famílias a oportunidade de ter uma alimentação saudável. Uma das exigências para ser beneficiado com a aquisição do peixe, além de comprovar baixa renda, é ter na família crianças, idosos, gestantes ou portadores de deficiência.

Além de alimentar, o PAA também acaba estimulando as colônias de pescadores que vendem seu produto através da compra institucional, garantindo a doação para as famílias carentes. “O PAA é um incentivo à agricultura familiar e o consumo de alimentos saudáveis e de qualidade, como o peixe. Esse é um compromisso também da nossa gestão, que aderiu ao programa e já percebe, nesses três meses, o quanto é benéfico para as pessoas essa iniciativa”, destaca o prefeito Geraldo Moura.

Sobre o PAA

Criado em 2003, o PAA é uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento à fome e pobreza no país, bem como contribuir e fortalecer a agricultura familiar. Segundo a página da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Governo Federal, o PAA funciona da seguinte forma: parte dos alimentos é adquirida pela gestão diretamente do pescador ou agricultor familiar, do assentado da reforma agrária, de comunidades indígenas e demais povos e comunidades tradicionais.

 


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support