A Educação de Soledade vive um novo tempo

A gestão municipal de Soledade está implantando uma nova realidade para a Educação municipal. Desde do ano de 2017, quando o prefeito Geraldo Moura assumiu o cargo, que já são sentidas as mudanças na pasta e as ações estão se tornando visíveis à população com os benefícios saltando aos olhos de todo soledadense. E agora a tendência é melhorar ainda mais com as novas aquisições em equipamentos para a escola de ensino Fundamental e de educação para jovens e adultos, Luiz Gonzaga Burity, a maior do município, atendendo a 1.300 estudantes.

A secretária de Educação de Soledade, Andrea Berto, explicou que as melhorias se devem, principalmente, à força de vontade do prefeito Geraldo Moura, que correu atrás e está conseguindo mudar a cara da Educação em Soledade, mas também se deve à estabilidade da gestão e ao retorno dos recursos federais para o município. De acordo com dados da Secretaria de Educação, graças ao desbloqueio de recursos do FNDE e emendas federais, a prefeitura acaba de receber diversos equipamentos que vão melhorar ainda mais a estrutura da escola Burity.

“A gente sabe que quando uma gestão não tem estabilidade e não tem compromisso com sua gente, ela perde em credibilidade. Nesse sentido, a atual gestão, que está desde 2017, garantiu, através de sua postura e seu trabalho, que os recursos federais bloqueados por falta de prestação de contas, fossem destravados e isso se reverteu em muitas melhorias”, explanou Andrea.

Na lista estão 240 conjuntos de mesas e cadeiras escolares, 12 quadros brancos, uma geladeira duplex, um freezer horizontal duas portas, 11 armários de ferro, quatro birôs, cinco estantes de ferro, quatro data-shows, 12 notebooks, 23 aparelhos de ar condicionado, nove computadores de mesa e cinco smartTvs de 43’’. Além disso, a gestão também conseguiu recuperar o refeitório da escola e climatizar todas as  salas de aula.

Andrea Berto explicou que até conseguir adquirir esses equipamentos, a escola iniciou o ano letivo utilizando carteiras emprestadas. “Queremos agradecer o secretário de Educação de Olivedos, Danilo Correia, e ao prefeito José de Deus Aníbal, que nos emprestou as carteiras para começar o ano letivo, bem como também não podemos deixar de agradecer o apoio do IFPB do campus de Soledade, que durante todo esse tempo nos emprestou suas carteiras também. Nosso muito obrigada”, disse a secretária, que agora poderá devolver os itens.

O prefeito Geraldo Moura afirmou estar muito satisfeito com o que está acontecendo no município. “São muitas as melhorias que a população tem visto e isso tem mudado também a forma com que a população vive sua cidade e se relaciona com ela. A rede municipal está ficando cada vez melhor com diversos equipamentos adquiridos, novas estruturas para se assistir aula e, por que não, novo também entusiasmo tanto para o professor como para o estudante que vem assistir aula com carteira boa, sala climatizada, refeitório, equipamentos eletrônicos de apoio, enfim. Fico muito feliz com a alegria de todos eles e ainda vamos avançar mais”, disse Geraldo.

As melhorias na rede municipal de ensino, inclusive, vêm acontecendo em ritmo crescente. Vale lembrar que esse ano todas as escolas da rede, antes do início do ano letivo, passaram por reparos e receberam nova pintura. Além disso, outros projetos estão em andamento no município, como a contratação de uma psicóloga educacional, que não se tinha, bem como uma nutricionista.

Andrea Berto lembrou também que escolas na zona rural também passarão por reformas importantes, além de avançar no número de estudantes, que dobrou na gestão do atual prefeito Geraldo Moura. Em 2017, quando Geraldo Moura assumiu, eram 1.200 alunos. Já no segundo ano de mandato, em 2018, esse número subiu para 1.600, e agora são 2.400.

Sobre a rede municipal de ensino de Soledade

No município de Soledade existem cerca de 150 professores, com formação que chega, inclusive, ao nível de Mestrado. Eles estão distribuídos em sete escolas localizadas na zona rural e cinco na zona urbana, bem como uma creche. A rede de educação municipal possui uma média de 2.400 alunos, que vão de dois anos até a Educação de Jovens e Adultos (EJA).

COMPARTILHAR