Autor: Assessoria

Caminhada do CAPS chama a atenção da sociedade  para inclusão através da Luta Antimanicomial

O dia 18 de maio é o dia da Luta Antimanicomial e, engajados em derrubar o preconceito que ronda o tema, na busca de tratar pessoas portadoras de transtorno mentais com mais inclusão social e, sobretudo, chamar a atenção da sociedade para essa questão, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Soledade realizou uma caminhada, […]

20/05/2019 18h10 Atualizado há 5 anos atrás

O dia 18 de maio é o dia da Luta Antimanicomial e, engajados em derrubar o preconceito que ronda o tema, na busca de tratar pessoas portadoras de transtorno mentais com mais inclusão social e, sobretudo, chamar a atenção da sociedade para essa questão, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de Soledade realizou uma caminhada, na manhã desta segunda-feira (20). Contando com a participação de diversos moradores e também de usuários do CAPS, além de familiares e profissionais de saúde, a ação ganhou as ruas da cidade, saindo e voltando para a sede do CAPS.

Segundo a coordenadora do CAPS, Taciana Primo, a caminhada atingiu seu objetivo, tendo em vista que durante a ação quem não conhecia de perto os pacientes em atendimento no CAPS passou a vê-los de forma diferente. “Foi muito bonita a ação e a interação das pessoas. Durante o percurso, vi gente chegar e dizer que não sabia que esses pacientes poderiam fazer o que fazem, que é interagir, dar resposta ao que se demanda, assim como todo ser humano”, disse a coordenadora.

Ela explicou que o Movimento da Luta Antimanicomial se caracteriza justamente pela luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental e dentro desta luta está o combate à ideia de que se deve isolar a pessoa com algum transtorno mental em nome de tratamentos ou preconceitos que cercam a doença. “O Movimento serve para nos lembrar que todo cidadão tem o direito à liberdade, o direito a viver em sociedade e isso nos leva a falar de inclusão, de quebra de preconceito. As pessoas precisam ver que eles são capazes e não merecem essa discriminação”, argumentou Taciana.

Hoje, dos 20 usuários em média atendidos ao dia no CAPS de Soledade, a maioria são portadores de Ansiedade Grave e Depressão. Alguns possuem esquizofrenia e outros transtorno da bipolaridade. E o trabalho que é feito no local é de extrema importância para a vida saudável dessas pessoas, como Taciana, citou através de exemplos. “Temos uma pessoa que ela era internada quatro a cinco vezes no ano. Quando saiu do isolamento e veio para o CAPS, já está há oito anos sem ser internada. Isso é uma alegria para gente. De pouco em pouco, nós conseguimos muito. Agradeço a Deus quando vejo esses resultados. E sempre tem. A gente que está lá com eles vê isso todos os dias”, conta ela.

A caminhada teve início no CAPS, passou pela Prefeitura de Soledade, seguiu para o Mercado Público, Clube Recreativo, Banco do Brasil, até a Praça Central, tendo, o grupo voltado para o CAPS.

Marco legal

Assim como o processo do Movimento da Reforma Sanitária, que resultou na garantia constitucional da saúde como direito de todos e dever do estado através da criação do Sistema Único de Saúde, o Movimento da Reforma Psiquiátrica, iniciado lá na década de 70, resultou na aprovação da Lei 10.216/2001, que trata da proteção dos direitos das pessoas com transtornos mentais e redireciona o modelo de assistência. Este marco legal estabelece a responsabilidade do Estado no desenvolvimento da política de saúde mental no Brasil, através do fechamento de hospitais psiquiátricos, abertura de novos serviços comunitários e participação social no acompanhamento de sua implementação.


Preferência de Cookies

Usamos cookies e tecnologias semelhantes que são necessárias para operar o site. Você pode consentir com o nosso uso de cookies clicando em "Aceitar" ou gerenciar suas preferências clicando em “Minhas opções”. Para obter mais informações sobre os tipos de cookies, como utilizamos e quais dados são coletados, leia nossa Política de Privacidade.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support