Quarta-feira é dia de reciclar no SCVF e hoje crianças e adolescentes aprenderam a fazer canteiros para jardim e horta com pneus

            O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos/SCFV de Soledade, ligado à Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social – SETAS, desenvolve diversas oficinas durante todos os dias da semana com crianças em situação de vulnerabilidade social. Nesta quarta-feira (07), tanto pela manhã como pela tarde, por exemplo, foi feita uma ação com cerca de 26 crianças e adolescentes para que elas aprendessem a reutilizar pneus em hortas e jardins. A coordenadora do SCVF, Janeide Costa, salientou que as atividades sempre são importantes porque tem em si a prerrogativa não só de ocupar os menores em seu contra turno escolar, mas também desenvolver a consciência cidadã, de convivência em sociedade, de desenvolvimento de talentos e de preservação do meio ambiente dentro deles.

            “A gente sabe que muitos vêm por causa da alimentação, já que tem café da manhã, almoço, lanche, e que em função da situação econômica de suas famílias, eles precisam. Mas, todos acabam se envolvendo com as atividades e é muito satisfatório para a gente ver que eles estão em seu contra turno escolar realizando e aprendendo tanta coisa”, comentou Janeide, destacando a oficina de reutilização de pneus que ocorreu na manhã desta quarta-feira (07).

            Na oficina de reutilização de pneus, as pedagogas orientaram 14 crianças e adolescentes que estiveram pela manhã e 12 que compareceram na parte da tarde a utilizar os pneus que são descartados para fazer hortas e jardins. Assim, eles pintaram vários desses pneus com cores de sua preferência e plantaram mudas em seus interiores na área do próprio SCFV. “Eles adoraram esse tipo de atividade, principalmente os mais velhos, acima de 12 anos”, disse a coordenadora do SCFV, Janeide Costa.

            Ela salientou que toda quarta-feira é assim. As pedagogas do SCFV, Maria do Carmo Neves e Germana Ricardo, desenvolvem aulas de criatividade utilizando materiais recicláveis como garrafas PET, latinhas, papel, papelão, pneus, etc, sempre para criar algo novo. Nesse contexto, as profissionais trabalham a consciência ambiental de forma prática.  “Elas sempre fazem uma aula de campo. Saem para descobrir espécies de plantas no pátio mesmo da nossa entidade, pensam nos ambientes, em como melhorá-los com materiais reciclado. Elas pedem para eles trazerem garrafas, latas, e assim vão desenvolvendo materiais novos e as crianças ficam muito felizes com o que aprenderam e conseguiram fazer”, frisou Janeide.

            “O SCVF acaba sendo uma extensão da escola para essas crianças e adolescentes. Agregando e fortalecendo vínculos sociais. É dessa forma que observa-se que um trabalho de Assistência Social está no caminho certo”, avalia a secretária de Trabalho e Assistência Social de Soledade, Janaina Barros.

            Rotina

            De segunda a sexta-feira diversas crianças e adolescentes chegam ao SCFV por volta das 7h30. Quando chegam, são recepcionadas com café da manhã e, em seguida, elas seguem para a atividade do dia. Por volta das 11h elas almoçam e vão para suas casas para irem à escola. Janeide conta que o SCFV segue uma agenda de oficinas e que as crianças e adolescentes – de 06 a 14 anos – comparecem conforme seu interesse no tema.

Na segunda-feira, por exemplo, é realizada sempre uma oficina de brincadeiras folclóricas – passa-anel, amarelinha, dentre outras. Na terça-feira é a vez dos trabalhos artesanais – bordado em fita, pintura em tecido, etc. Na quarta são trabalhos voltados à reciclagem. Na terça e quinta-feira tem as oficinas de futebol e ensaio da banda marcial. Nas segundas, quartas e sextas-feiras tem oficinas de dança. Na sexta-feira as crianças e adolescentes vão ao SCFV para aulas de karatê e Flauta. Na parte da tarde, o público chega por volta das 13h30 e iniciam as mesmas atividades trabalhadas pelo SCFV com as turmas da manhã. Eles fazem um lanche e vão para suas casas.

COMPARTILHAR