Prefeitura de Soledade realiza limpeza de rios e rede de  esgoto para evitar acúmulo de lixo e proliferação de insetos

            A Prefeitura de Soledade, através da secretaria de Meio Ambiente e Limpeza Urbana, vem dando continuidade à limpeza da rede de esgoto e riachos no entorno da cidade para evitar o acumulo de lixo e, com isso, a proliferação de insetos. Na última quarta-feira (19), por exemplo, foi iniciada mais uma ação de coleta de lixo no Riacho Lava Pés. Posteriormente, será a vez do Riacho dos Mourões. Os dois estão localizados na entrada e na saída da cidade, respectivamente.

            Segundo a secretária de Meio Ambiente, Claudia Rosyane, as equipes de campo retiram entulhos localizados mais profundamente por meio de uma máquina especial locada pela Prefeitura com objetivo de manter as águas limpas. “A limpeza não tem dia certo para terminar porque vai depender da demanda em cada rio, já que estão sendo retirados todos os entulhos, até os mais submersos”, explicou a secretária, lembrando que a última limpeza desses rios foi realizada no início de maio, só que na época a limpeza foi mais superficial, diferente de agora com a ajuda de uma máquina chamada de “PC”, que não afunda ou atola.

            Essas medidas, completou a secretária de Meio Ambiente, são preventivas para deixar o perímetro urbano sempre limpo e livre de insetos e vetores como o Aedes aegypti e, assim, proporcionar melhor qualidade de vida aos moradores de Soledade. Mesmo com a orientação de agentes públicos de saúde e da própria Secretaria de Meio Ambiente a respeito do despejo de lixo nos rios e galerias, é comum as equipes de limpeza encontrarem fogões, geladeiras, sofás, pneus, restos de veículos, além de grande quantidade de materiais plásticos como garrafas PET, baldes e sacos descartáveis nesses locais. “Com esse tipo de lixo nos rios e canais forma-se um ambiente muito propício ao aparecimento de focos de insetos transmissores de doenças. Então, não podemos parar com essas ações e a população também precisa colaborar não jogando seu lixo nos rios”, frisou a secretária de Meio Ambiente.

COMPARTILHAR