Prefeitura de Soledade e Vigilância Sanitária realizaram mutirão de combate às arboviroses na comunidade de Viração

Prefeitura de Soledade e Vigilância Sanitária realizaram mutirão de combate às arboviroses na comunidade de Viração

Agentes comunitários, através da Coordenação de Atenção Básica de Saúde, e agentes de combate a endemias da Vigilância Sanitária, estiveram, nesta desta quinta-feira (06), na Comunidade de Viração, na zona rural de Soledade para mais uma ação de seu mutirão de combate às arboviroses, conhecidas por dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Na oportunidade, uma equipe de cerca de 25 pessoas, entre agentes de combate a endemias e agentes comunitários, visitaram as residências dos moradores fazendo buscas ativas por transmissores dessas doenças e orientaram a população para a eliminação de criadouros. Esse ano, a equipe já passou pelas comunidades de rurais de Cardeiro e Bonsucesso, bem como bairros da zona urbana de Soledade, a exemplo de Santa Tereza e Mutirão.

    Durante ação na rua, várias medidas são desenvolvidas, entre elas o controle de vetor casa a casa e em pontos estratégicos. Quando achados os criadouros, eles são eliminados também pela equipe. Nos próximos meses, os bairros que receberão os agentes são aqueles que já foram encontrados algum foco de ovos do mosquito Aedes Aegypti. Segundo o coordenador de combate a endemias da Vigilância Sanitária, Flávio Miranda, esse é um projeto do município e consiste em uma parceria dos agentes de endemias e os agentes de saúde.

“Nessas ações, trabalhamos a prevenção através da orientação da população, e também através da busca por focos. A gente subdivide esse grupo e entramos nas residências. Mostramos também como se deve proceder para armazenar água e evitar o desenvolvimento de focos”, disse Flávio. Ele explicou ainda que a escolha das localidades é feita com base na potencialidade de riscos de cada uma. “As equipes estão sempre fazendo levantamento de riscos para classificação de cada localidade. Assim, as áreas são estudadas e as equipes observam aquelas que vão precisar de um trabalho intensificado”, comentou o coordenador.

  Vale lembrar que a população precisa colaborar com atitudes no dia a dia como manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água; remover galhos e folhas de calhas; colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas; lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água; manter caixas d’água bem fechadas; não deixar água acumulada em lajes; tampar ralos; limpar regularmente piscina e a manter coberta quando não usar; eliminar pratos de vasos; não deixar material ou brinquedos jogados ao relento. “É preciso que todos fiquem atentos a esses cuidados. È uma prevenção para toda a comunidade”, concluiu Flávio Miranda.Ao detectar algum criadouro, a população deve contatar a Secretaria de Saúde de Soledade, através do número 3383 1593.

 

Os possíveis loais de croiadouros são vistoriados
A inspeção é em completa
Agentes envolvidos no trabalho
As equipes visitaram várias casas
Localidade da zona rural que foi visitada pela equipe
O trabalho inclui a procura dos focos dos vetores
Os moradores também recebem orientações

COMPARTILHAR